Turismo – COVID-19: novos tempos

Turismo COVID-19 – uma reflexão pessoal de como está sendo o período de isolamento social e ações que realizei na agência. Tempos desafiadores!

turismo covid-19

Desde março a rotina das empresas de turismo no Brasil mudou drasticamente. São novos tempos, como todos falam por aí.

Tenho uma agência de turismo receptivo em Curitiba há mais de 13 anos. Assim que abrimos, tínhamos tarifário em USD (dólar americano) para o mercado internacional em uma época em que o real valorizou muito. Não podíamos mudar tarifas para não perdermos os contratos com operadoras internacionais. A cada reserva confirmada, era prejuízo certo. Mas não desistimos.
Nunca imaginava que teríamos uma crise muito pior. O COVID-19 nos trouxe algo totalmente novo, não só aqui, mas no mundo. Os últimos clientes atendidos foram no dia 19 de março. Quando escrevo este artigo, já se passaram 87 dias sem absolutamente nenhum cliente. Está doendo. E muito!

Como foi o choque inicial

A primeira coisa que fiz foi dar férias e antecipar férias da equipe. Uma assistente que estava em período de experiência foi a primeira a perder o emprego. Outras duas seguiram logo após o término das férias delas. Trabalhamos em regime de home office por 74 dias!

Da equipe fixa da agência só restou eu e a coordenadora comercial. Tive que enxugar onde pude. Renegociei aluguel, cancelei contrato telefônico, negociei contrato do celular e manutenção dos sites para manter os custos fixos os mais baixos possíveis.

Minha “sorte” é que parcelamos os passeios vendidos em até 6x no cartão de crédito e não temos dívidas (nem eu pessoa física). Os recebíveis foram usados para reembolsos de tantos clientes e para manter as despesas fixas, inclusive meu salário.

Muitos clientes pediram reembolso nas primeiras semanas. Compreensível, pois tantos estão com os ganhos comprometidos ou simplesmente perderam seus empregos. Ainda bem que a questão legal foi resolvida e nos permite dar uma carta de crédito para que o cliente use-a em até 12 meses ao invés de um cancelamento.

Entre na lista VIP e saiba de tudo antes

 

Segurança financeira para os clientes

Sou bem conservadora quanto à gestão financeira. Já tenho calculado quanto pagarei aos prestadores de serviços por tudo o que está pendente nas cartas de crédito. Este dinheiro permanecerá intocado. Afinal, tenho que honrar os compromissos e não quero entrar na estatística das empresas de turismo que não sobreviverão a esta crise.

A agência estava indo muito bem. Nossos novos sites entraram no ar em novembro de 2019 e estávamos vendendo como nunca antes. O reflexo do turismo COVID-19 também está nos números de acesso dos sites. Hoje, metade de junho, recebemos somente 10% do que costumávamos ter. Ou seja, as pessoas não estão nem procurando temas ligados ao turismo.

Ética e novos negócios no turismo em tempos de COVID-19

De 2018 até agosto de 2019 eu também estava mentorando algumas empresas de turismo Brasil afora, tudo de maneira online. Como a agência estava indo de vento em popa e tínhamos a alta temporada chegando, pausei estas atividades para focar no meu negócio.

No início desta crise, várias empresas que me conheciam me procuraram, buscando orientações. Confesso que nos primeiros meses da pandemia eu estava no modo sobrevivência, focando somente em como administrar as finanças da agência e no que eu poderia fazer neste período em que estávamos parados. Não teria energia para ajudar ninguém – eu precisava me ajudar antes.

Tampouco considerava ético “vender” conhecimento em um momento tão delicado. Muitos empresários estavam – e ainda estão – desesperados e eu não poderia assumir a responsabilidade de ser a tábua de salvação de ninguém. Sempre fui íntegra nisso e não conseguiria “vender” algo que eu mesma não tivesse feito com maestria.

A pandemia de cada um

Cada um tem tido oportunidade de repensar muitas coisas neste período de isolamento social. A nível pessoal, coloquei a rotina de exercícios e alimentação mais controlada em prática. Ao contrário de tantas pessoas, emagreci. A meditação também tem ajudado a manter a saúde mental. E tenho adorado passar mais tempo com a minha filha adolescente. Temos cozinhado juntas, feito bolos e assistido filmes clássicos de quando eu tinha a idade dela – e ela também tem gostado.

A nível profissional, aproveitei para fazer coisas importantes que não conseguia priorizar antes. Com os novos sites, nosso blog tinha ficado desatualizado, com muitos artigos “escondidos” esperando revisão. Fiz um curso online de SEO (otimização de mecanismos de busca) e coloquei tudo em prática em nossos sites. Agora falta a parte em inglês, mas como o mercado internacional está parado, não é prioritário.

É difícil me concentrar. Achei que leria muito, mas não consigo. A pilha de livros do meu quarto continua quase do mesmo tamanho. E essa falta de concentração está meio generalizada.

Entre na lista VIP e saiba de tudo antes

 

Como será o futuro do turismo depois do COVID-19?

Podemos especular sobre como será a retomada do turismo e como este novo turista agirá e pensará. Na prática, temos recebido solicitações de pessoas que estão aflitas, querendo viajar assim que possível. Estamos preparados para a retomada, mas temerosos de como será. Cidades como Gramado que reabriram tiveram novamente suas atividades paralisadas. Os clientes estão preocupados e não querem planejar viagens sem ter certeza que as coisas estarão funcionando.

Temos uma nova realidade a se administrar. Quem sair desta ainda em pé, mesmo que cambaleando, ficará mais forte. Tenho repetido este mantra constantemente para me incentivar e acreditar em uma retomada forte do turismo. Boa sorte a todos nós!

Bibiana Antoniacomi, empresária do turismo, turismóloga, especialista em gestão de empresas, mentora 8Ps de marketing digital e vendas e mãe.

Leia também: Foco e a arte de afiar o machado
Turismo: Missionários ou Mercenários 

2 thoughts on “Turismo – COVID-19: novos tempos

  1. Amauri Maverick says:

    Um relato/retrato em altíssima definição e com profundidade autêntica e corajosa do momento que empresários e empregados estão passando . Obrigado por compartilhar tanto de você sendo seu melhor!!

  2. Pedro Kempe says:

    Parabéns Bibiana pelo texto e excelente gestão pessoal e profissional em meio a tudo isto. A crise mostra os verdadeiros líderea, e você com certeza é um destes verdadeiros.
    Sucesso e vamos superar tudo isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.