Foco e a arte de afiar o machado

afiar o machado

Sei que manter o foco está cada vez mais difícil em tempos de tantas distrações. Eu mesma trabalho com duas telas, que por um lado aumentam minha produtividade e por outro, me distraem. Afinal, são muitas janelas abertas ao mesmo tempo.

Um senhor de 80 anos no Canadá é conhecido por ter muito foco. É o maior lenhador da sua região e é muito festejado por onde passa.

Outro lenhador muito forte, jovem e ambicioso queria o título para ele. Achava inconcebível que um senhor tão idoso, com as feições já cobertas de rugas de tantos anos de trabalho continuasse tendo o título de melhor lenhador de toda a região.

Certo dia, após já ter tomado algumas cervejas no bar local, desafiou o senhor. Queria provar para todos que ele sim era o maior lenhador dali. Combinaram um dia e horário e quem cortasse mais lenha durante 8 horas ganharia o título de maior lenhador da região.

O senhor voltou para casa tranquilo e o jovem foi para casa confiante, ansioso pelo dia que mostraria à cidadezinha toda quem de fato era o maior lenhador dali.

Entre na lista VIP e saiba de tudo antes

No dia do desafio, estavam os dois lá no lugar combinado e também vieram muitos curiosos assistir. As regras eram claras. Quem cortasse a maior quantidade de lenha no período de 8 horas teria o título.

Dada a largada, o jovem começou a cortar lenha vigorosamente. Estava ansioso para mostrar a todos que ele sim, era o maior. Cortava e cortava lenha com muita força e empenho.

Após 3 horas ininterruptas, fez uma pausa e foi ver o que o idoso fazia. Estava ele lá ainda afiando seu machado. Rapidamente o jovem voltou para a tarefa de cortar lenha, bravo pelo senhor não estar levando o desafio a sério.

Se passou mais um tempo e o rapaz, já cansado, fez mais uma pausa. Lá estava o idoso ainda afiando o machado. E continuou assim ainda por um tempo.

Passadas quase 6 horas do início, o jovem estava exausto e furioso. Foi perguntar ao senhor por que ele ainda não havia começado. O senhor disse que afiar o machado era a parte mais importante da tarefa. O jovem já estava totalmente cansado e mal conseguia levantar o machado, mas continuava, agora lentamente.

Entre na lista VIP e saiba de tudo antes

Nas duas últimas horas do desafio, o idoso se empenhou e começou a cortar lenha. Com o machado afiadíssimo, era uma tarefa fácil. Rapidamente foi empilhando cada vez mais e mais lenha e ao final, ganhou do rapaz com grande diferença.

Já completamente exausto, o rapaz teve que concordar que o idoso era de fato o melhor lenhador de lá. A explicação veio rapidamente: enquanto ele já chegou ao desafio com o machado sem afiar e teve que usar cada vez mais força para cortar a lenha, o senhor se preocupou mais em estar bem preparado e com isso, conseguir fazer muito mais gastando menos energia.

Trazendo este conto para nossa realidade, afiar o machado é planejar, aprender, estudar antes de colocar a “mão na massa” e executar de qualquer maneira.

Quanto tempo você tem passado afiando seu machado? Tem trabalhado da maneira eficiente ou só com força, gastando energia para se manter ocupado, sem olhar os resultados?

Leia também: Crescer dói

Bibiana Antoniacomi, empresária do turismo, turismóloga, especialista em gestão de empresas, mentora 8Ps e mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.